NOTICIAS LOCAIS

Familiares eram responsáveis pelo núcleo do grupo criminoso alvo da PF em MS, diz delegado

Operação Ponto Cego foi deflagrada nesta quinta-feira (19), em Três Lagoas (MS), para combater o tráfico de drogas. Policiais federais em saída para cumprimentos de mandados em Três Lagoas (MS) PF/Divulgação O delegado da Polícia Federal Allan Givigi afirmou que os três irmãos e os respectivos cônjuges integram o núcleo da organização criminosa, alvo de investigação da Operação Ponto Cego, que foi deflagrada nesta quinta-feira (19), em Três Lagoas (MS), para combater o tráfico de drogas. “Nosso núcleo de investigação descobriu que um grupo estava trazendo maconha para a cidade e vendendo na cidade e nas adjacências. Essa organização criminosa tem uma particularidade, o núcleo era composto por familiares, são três irmãos e os respectivos cônjuges, que faziam toda a logística, o contato com o fornecedor na região da fronteira, contratar o fornecedor, trazer para cá, contratar o batedor, fazer o transporte da droga para a cidade para daqui a droga ser vendida”, explicou o delegado. A Agência Estadual de Administração Penitenciária (Agepen) levanta informações sobre o caso. A investigação começou em abril do ano passado, quando um agente penitenciário foi preso tentando entrar com dois celulares para um dos irmãos da quadrilha que cumpre pena na da penitenciária de Segurança Média da unidade prisional no município da região do Bolsão. O agente foi afastado das atividades e uma sindicância foi aberta pela Agepen. Desde o início da investigação, os policiais já apreenderam 260 quilos de drogas, evitaram a fuga de um detento e a introdução de aparelho celular em presídio. De acordo com a PF, são cumpridos 10 mandados de prisão preventiva, 12 de busca e apreensão e um de suspensão de exercício de função pública, todos expedidos pela 2ª Vara Criminal de Três Lagoas. A operação continua e os agentes ainda fazem buscas e cumprem mandados de prisão.

Leia +

Família e agente penitenciário são alvos de operação da PF contra tráfico de drogas em MS

São cumpridos mandados de prisão, busca e apreensão e de suspensão de função pública. Policiais federais em saída para cumprimentos de mandados em MS PF/Divulgação Duas irmãs, um irmão, os respectivos companheiros e um agente penitenciário estadual estão entre os alvos de operação da Polícia Federal (PF) contra o tráfico de drogas, nesta quinta-feira (19), em Três Lagoas e Campo Grande. A Agência Estadual de Administração Penitenciária (Agepen) levanta informações sobre o caso. De acordo com a PF, são cumpridos 10 mandados de prisão preventiva, 12 de busca e apreensão e um de suspensão de exercício de função pública, todos expedidos pela 2ª Vara Criminal de Três Lagoas. Desde o início da investigação, os policiais já apreenderam 260 quilos de drogas, evitaram a fuga de um detento e a a introdução de aparelho celular em presídio. Conforme a PF, o agente penitenciário alvo estaria envolvido nas duas situações evitadas. Na casa dele foram apreendidos documentos. Ele não foi preso e nem levado para prestar depoimento. Segundo a PF, a operação Ponto Cego integra investigação sobre o tráfico de drogas iniciada há um ano, sendo verificado que o grupo alvo atua dentro e fora de presídios. O nome faz alusão ao apelido de um dos irmãos investigados, apontado como chefe do grupo criminoso. Os investigados podem responder pelos crimes de tráfico de entorpecentes, associação para o tráfico, corrupção ativa, corrupção passiva e formação de organização criminosa, cujas penas somadas podem chegar a 28 anos de prisão. Polícia Federal faz operação contra tráfico de drogas em Campo Grande e Três Lagoas

Leia +

Vistoria em presídio que provocou protestos em MS apreende 89 armas e 52 barras de ferro

Operação no presídio de Dourados (MS) gerou princípio de rebelião em três unidades prisionais do estado como forma de manifestação. Homens do BpChoque entraram no presídio de MS por volta das 7 horas Moisés Conquista/TV Morena A operação na Penitenciária Estadual de Dourados (PED), a 214 km de Campo Grande, que começou por volta das 7h (de MS) desta quarta-feira (18) apreendeu 89 armas artesanais, 40 barras de ferro e 12 canos de ferro - retirados das estruturas das próprias celas. Além disso, os agentes também encontraram durante a vistoria celulares, sete carregadores, quatro fones de ouvido, dois chips, 136 gramas de maconha e 164 gramas de cocaína. A vistoria foi realizada no raio 2 e Cadeia Linear com a participação de cerca de 30 agentes penitenciários e 100 policiais do Batalhão de Choque. Segundo a Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), a ação é da Vara de Execuções Penais da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), com a intenção de auxiliar agentes penitenciários a recolherem armas jogadas por drones no local. Ao todo, 2.295 detentos permanecem no presídio, sendo que a capacidade é de 718 internos. Conforme a assessoria da Agepen, os policiais retiraram os internos da cela para fazerem as revistas e apreensões. A direção também informou que a ação já estava programada no cronograma de vistorias da agência. A Sejusp informou que alguns internos foram resistentes e os policiais tiveram de usar a força para os agentes fazerem a vistoria. A medida provocou protestos nas unidades de Campo Grande, Três Lagoas e Dois Irmãos do Buriti, que logo foram controladas. Em janeiro deste ano, um drone que sobrevoava o Presídio de Segurança Máxima foi abatido a tiros por policiais militares e agentes penitenciários. A suspeita é que o equipamento fazia o voo na intenção de jogar alguma coisa dentro da unidade de segurança. O suposto controlador fugiu levando um embrulho. Já o aparelho foi apreendido.

Leia +

Sejusp confirma ligação entre princípios de motim em 3 presídios de MS e operação contra drones

Em janeiro deste ano, um drone que sobrevoava o Presídio de Segurança Máxima de Dourados (MS) foi abatido a tiros por policiais militares e agentes penitenciários. Portão da cela arrancado durante princípio de rebelião em Três Lagoas (MS) G1 MS A Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) confirmou que os princípios de rebeliões nas unidades prisionais de Três Lagoas, Dois Irmãos do Buriti e Campo Grande em protesto às vistorias realizadas na Penitenciária Estadual de Dourados (PED), nesta quarta-feira (18), para recolher armas deixadas por drones. Segundo a Sejusp, alguns internos tentaram impedir o acesso dos policiais para impossibilitar que as vistorias fossem feitas pelos agentes penitenciários. A atitude provocou um princípio de tumulto, sendo controlado pelas forças de segurança conforme os protocolos necessários. A medida gerou manifestações nos três presídios, mas foram rapidamente controladas pelas direções dos estabelecimentos penais e agentes penitenciários. Ainda de acordo com a Sejusp não foi necessária a intervenção da Polícia Militar em nenhuma das unidades. Na Penitenciária Máxima da capital sul-mato-grossense, a manifestação resultou danos em algumas celas e os internos foram transferidos para que sejam feitos os reparos. Em Três Lagoas, durante a manifestação, um detento machucou a mão e teve de ser socorrido.

Leia +

Construção de ponte internacional que liga MS ao Paraguai é aprovada no Senado e aguarda promulgação

Segundo senador Moka (MDB-MS), Brasil já tem o recurso garantido para construir a metade que lhe é de responsabilidade. A outra compete ao país vizinho. Atualmente, a travessia é feita por balsa Anderson Viegas/G1 MS/Arquivo O plenário do Senado aprovou na terça-feira (17) a proposta que permite a construção da ponte rodoviária internacional entre Brasil e Paraguai, sobre o Rio Paraguai, do Corredor Bioceânico, e vai ligar as cidades de Porto Murtinho (MS) e Carmelo Peralta (PY). Mas ainda depende da promulgação do presidente em exercício, senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB). A obra deverá ser custeada em partes iguais pelos governos das duas nações. Segundo o senador Waldemir Moka (MDB-MS), o recurso da parte brasileira está garantido por uma emenda em positiva. “No orçamento desse ano incluímos uma emenda de bancada de R$ 56.873.247 milhões para a construção da ponte”, afirmou o parlamentar sul-mato-grossense. O ato internacional foi firmado em Brasília, em 8 de junho de 2016, e inicialmente aprovado pela Representação Brasileira no Parlamento do Mercosul, por tratar de matéria de interesse daquele bloco regional. Apesar disso, Moka afirmou que o governo paraguaio tem muito interesse na construção da ponte. No entanto, o país vizinho ainda precisa asfaltar 300 quilômetros até a Ilha Margarida, em Carmelio Peralta, município onde a ponte vai começar, de acordo com o emedebista. Na Comissão de Relações Exteriores (CRE), a matéria foi relatada pelo senador Pedro Chaves (PRB-MS) que defendeu o empreendimento, afirmando ser uma reivindicação antiga dos setores produtivos ligados ao agronegócio. O Corredor Bioceânico deve reduzir em oito mil quilômetros a rota na exportação de produtores de Mato Grosso do Sul e de outros estados do Centro-Oeste para a Ásia, em comparação ao escoamento pelos portos do Sudeste e do Sul do Brasil. Além da diminuição da rota, também vai haver ganho de tempo no transporte das exportações, cerca de seis dias a menos, o que implica ganho de competitividade, segundo Pedro Chaves. A previsão do governo é que a obra favoreça uma ligação do Brasil com o oceano Pacífico, por meio de um acesso rodoviário aos portos que ficam no norte do Chile. Hoje, a travessia é feita por meio de balsa.

Leia +

Foragido de grupo criminoso que matava por dívida de drogas é preso após denúncia em MS, diz polícia

Delegado diz que pouco mais de 30 pessoas foram presas nesta operação. Homens possuem envolvimentos em homicídio, tráfico e associação criminosa. Policiais realizam mega operação contra o crime organizado em MS Lia Freitas/TV Morena Um homem de 23 anos foi preso na manhã desta quarta-feira (18), em Três Lagoas, a 313 km de Campo Grande. O suspeito é um dos foragidos da operação Katagógis, que apura o envolvimento de pessoas em crimes de homicídio, receptação, roubo e tráfico de drogas. Ao G1 o delegado Ailton de Freitas, responsável pelas investigações, disse que houve uma denúncia anônima sobre o paradeiro do suspeito e ele então foi capturado. "São cinco meses de investigações nesta operação e já fechamos em torno de 32 presos. As buscas agora continuam no sentido de prender mais foragidos da Justiça", comentou o delegado. Ainda conforme Freitas, os investigadores chegaram no Conjunto Habitacional Novo Oeste por volta das 6h (de MS). Eles foram até o condomínio Pardal, no bloco "R", encontrando o jovem que estava com dois mandados de prisão em desfavor dele, sendo um de tráfico de drogas, associação para o tráfico e organização criminosa. O outro seria por homicídio doloso. O corpo desta vítima inclusive foi encontrado na região da cascalheira, em agosto de 2017. No momento da prisão, o homem estava escondido em um apartamento abandonado. Antes, os policiais já tinham feito buscas na residência dele e o suspeito temia ser preso. A polícia ainda o aponta como suspeito de outra morte, ocorrida no mês de fevereiro deste ano. Neste último caso, a vítima teria sido sequestrada e o corpo encontrado às margens da BR-158, próximo a um frigorífico, na saída para Brasilândia. O homem permanece em um presídio local, à disposição da Justiça. Quem tiver denúncias do paradeiro de mais envolvidos pode ligar no telefone 67 3929-1173 ou 3521-4984. Entenda o caso A investigação teve início em agosto de 2017, após a morte de um usuário de drogas por um traficante. A partir daí, foram identificados diversos suspeitos de envolvimento em execuções por dívidas de entorpecentes. Há homicídios em apuração e outros com inquéritos já concluídos. A polícia então deflagrou, na madrugada do dia 22 de março, operação contra grupo suspeito de execuções por dívida de drogas. A ação tem por objetivo cumprir 39 mandados - entre busca e apreensão e prisão, conforme explicou o delegado regional de Polícia Civil, Rogério Fernando Makert Faria. Dinheiro, armas e eletrônicos já foram apreendidos na ação. Entre os mandados, há seis que são para pessoas que já estão presas por outros crimes e agora vão responder por execução por dívidas do tráfico, associação criminosa e tráfico de drogas.

Leia +

Polícia faz vistoria em presídio de segurança máxima para recolher armas jogadas por drones em MS

Em janeiro deste ano, um drone que sobrevoava o local foi abatido a tiros por policiais militares e agentes penitenciários. Homens do BpChoque entraram no presídio de MS por volta das 7 horas Moisés Conquista/TV Morena Homens do Batalhão de Choque da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (BpChoque) realizam operação na Penitenciária Estadual de Dourados (PED), a 214 km de Campo Grande. A vistoria teve início por volta das 7h (de MS), desta quarta-feira (18). A ação é da Vara de Execuções Penais da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), com a intenção de auxiliar agentes penitenciários a recolherem armas jogadas por drones no local. Conforme a assessoria da Agepen, os policiais estão retirando os internos da cela e fazendo a contenção, para serem realizadas as revistas e apreensões. A direção também informou que a ação já estava programada no cronograma de vistorias da Agepen. Ao todo, 2.295 detentos permanecem no presídio, sendo que a capacidade é de 718 internos. Outro caso Em janeiro deste ano, um drone que sobrevoava o presídio de segurança máxima foi abatido a tiros por policiais militares e agentes penitenciários. A suspeita é que o equipamento fazia o voo na intenção de jogar alguma coisa dentro da unidade de segurança. O susposto controlador fugiu levando um embrulho. Já o aparelho foi apreendido. Intenção é auxiliar agentes e recolher armas jogadas por drones, segundo a polícia Moisés Conquista/TV Morena

Leia +

Preso por contrabandear cigarro entrava em leilão para recuperar veículos apreendidos: 'Ousadia', diz delegado

Operação da Polícia Federal de Sorocaba (SP) prendeu 34 suspeitos de participar de duas quadrilhas em SP, MS, PR e ES. Maioria tinha passagem pelo mesmo crime. Reprodução/TV TEM O dono de uma loja de carros preso por comandar uma quadrilha de contrabrando de cigarros com a família comprava os próprios veículos apreendidos pela Polícia Federal vendidos em leilões. Ednaldo Sebastião da Silva foi preso em Sorocaba (SP) nesta terça-feira (17) durante a Operação Homônimos. Foram expedidos 35 mandados de prisão preventiva e dois de prisão temporária. Além de Ednaldo, outro homem apontado como chefe de uma quadrilha de contrabando também foi preso, mas não teve o nome divulgado. Três pessoas são consideradas foragidas. A operação também contou com agentes nos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo. De acordo com Eduardo Fontes, delegado da PF, Ednaldo atuava no ramo há pelo menos 10 anos e mantinha uma vida de luxo "empregando" parentes no crime. Para camuflar o contrabando, o criminoso mantinha uma empresa de compra e venda de veículos em Sorocaba, segundo a polícia. Segundo a investigação, ele utilizava os veículos para transportar os produtos, que chegaram a ser apreendidos diversas vezes com os carros. "Depois que o carro ia a leilão, os criminosos participavam e para comprar o veículo apreendido. A investigação constatou isso partir de gravações telefônicas e por identificar os veículos em outras ocorrências. Foi muita ousadia", afirma o delegado. Polícia Federal prende 33 pessoas operação de contrabando de cigarros em 4 estados A loja de carros, segundo o delegado, era usada como fachada para a movimentação de dinheiro da quadrilha. Os carros eram colocados à venda com preços acima do praticado no mercado. "A intenção não era vender. Se você chegasse lá para comprar ia ver que não tinha condição e iria desistir da compra. Essa era a estratégia para ter os carros e usar para o crime", explica Fontes. O suspeito foi preso em casa, por volta das 7h. No local, a equipe apreendeu uma TV, dois carros, duas armas e R$ 200 mil. O advogado de defesa dele não foi localizado. A investigação começou em agosto de 2017 com escutas telefônicas e constatou o negócio controlado pela família. PF faz operação em combate ao contrabando de cigarros; um PM foi preso Jomar Bellini/TV TEM Operação Homônimo A operação tem o nome de "Homônimo" porque, segundo a Polícia Federal, os chefes das duas organizações criminosas investigadas usavam o nome de "Roberto", embora sejam duas pessoas diferentes, com outros nomes. Foram expedidos pela Justiça 35 mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, 45 mandados de busca e apreensão, e 32 de bloqueios de bens. Três pessoas estão foragidas. Entre os detidos estava um policial militar rodoviário. Ele foi preso preventivamente e encaminhado ao presídio Romão Gomes, na capital. O policial é suspeito de facilitar a logística dos produtos nas rodovias. A operação da PF cumpriu mandados em Sorocaba, Jundiaí, Piracicaba, Várzea Paulista, Cesário Lange, São Paulo, Linhares (ES), Umuarama (PR), Naviraí (MS) e Iguatemi (MS). Conforme a investigação, todos os presos estão envolvidos com o contrabando de cigarros e evasão de divisas. Eles fazem parte de dois grupos que comandavam o contrabando de cigarros em várias cidades do país. Foram encontrados cinco depósitos com mercadorias que eram repassadas para a venda em outros locais. Dois ficavam em Jundiaí e Várzea Paulista. A polícia vai fazer a contagem dos cigarros apreendidos nesta quarta-feira (18) e acredita que são mais de quatro milhões de maços. Mais de 30 veículos foram apreendidos em uma loja de compra e venda de carros e caminhões no centro de Sorocaba. Segundo a polícia, a empresa era de fachada. Em Umuarama, a Polícia Federal de Guaíra cumpriu um mandado de busca e apreensão, e um motorista foi encaminhado à delegacia para prestar depoimento. Dinheiro foi apreendido durante investigação Arquivo pessoal Faturamento milionário De acordo com as investigações, as quadrilhas sonegaram mais de R$ 14 milhões em impostos durante oito meses e faturavam R$ 6 milhões por mês com a venda da mercadoria ilegal. Ainda de acordo com a PF, durante toda a investigação, que começou há um ano, resultou na prisão de outras 25 pessoas, além da apreensão de veículos e milhões de maços de cigarros contrabandeados. Os detidos foram levados à delegacia da Polícia Federal em Sorocaba para serem interrogados, depois encaminhados para presídios da região. Alguns suspeitos presos já responderam pelo mesmo crime e foram investigados na Operação Mandrion, deflagrada em 2007. Cigarros foram apreendidos pela Polícia Federal em Sorocaba Arquivo pessoal Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

Leia +

Preso por comandar contrabando de cigarros 'empregava' a família: 'Tinha vida boa', diz delegado

Operação realizada pela Polícia Federal prendeu 34 pessoas em SP, MS, PR e ES. Todos seriam de duas quadrilhas sediadas em Sorocaba e que sonegaram R$ 14 milhões em oito meses. Suspeito foi preso dentro de casa em Sorocaba Reprodução/TV TEM Uma das 34 pessoas presas nesta terça-feira (17) durante a Operação Homônimo da Polícia Federal, para coibir o contrabando de cigarros, era conhecida por ter passagens pelo mesmo crime e manter o esquema como um "negócio em família". Ednaldo Sebastião da Silva era conhecido como "rei do contrabando", segundo a polícia. Mandados de prisão, busca e apreensão foram cumpridos nos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo. De acordo com a Polícia Federal, duas quadrilhas sediadas em Sorocaba (SP) são apontadas como responsáveis por distribuir os produtos ilegais trazidos do Paraguai. Segundo Eduardo Fontes, delegado da PF em Sorocaba, Ednaldo é o chefe de uma das quadrilhas desarticuladas pela operação e atuava há mais de 10 anos com parentes no contrabando de cigarro. O nome do suspeito de comandar a outra organização criminosa não foi divulgado. "Ele [Ednaldo] foi preso em um condomínio de alto padrão e também tinha carro de luxo. Tinha vida boa, muito boa", diz o delegado. Polícia Federal prende 33 pessoas operação de contrabando de cigarros em 4 estados A viatura da Polícia Federal chegou à casa de Ednaldo por volta das 7h desta terça-feira. No local, a equipe apreendeu duas armas e R$ 200 mil. Ednaldo foi escoltado até a delegacia da PF, onde será interrogado nos próximos dias. O advogado de defesa dele não foi localizado. De acordo com a PF, o grupo chefiado por ele comandava a distribuição de cigarros em Sorocaba e funcionava com a ajuda de irmãos e até filhos do suspeito. O homem era dono de uma suposta loja de compra e venda de veículos. No entanto, os carros eram usados para o transporte da carga e divulgados à venda com preço acima do normal. "A intenção não era vender. Se você chegasse lá para comprar ia ver que não tinha condição e iria desistir da compra. Essa era a estratégia para ter os carros e usar para o crime", explica o delegado. A investigação da PF começou em agosto de 2017 com escutas telefônicas e constatou o negócio controlado pela família. Polícia Federal investiga quadrilhas investigadas por contrabando em Sorocaba Priscila Mota/TV TEM Operação Homônimo A operação tem o nome de "Homônimo" porque, segundo a Polícia Federal, os chefes das duas organizações criminosas investigadas usavam o nome de "Roberto", embora sejam duas pessoas diferentes, com outros nomes. Foram expedidos pela Justiça 35 mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, 45 mandados de busca e apreensão, e 32 de bloqueios de bens. Três pessoas estão foragidas. Entre os detidos estava um policial militar rodoviário. Ele foi preso preventivamente e encaminhado ao presídio Romão Gomes, na capital. O policial é suspeito de facilitar a logística dos produtos nas rodovias. A operação da PF cumpriu mandados em Sorocaba, Jundiaí, Piracicaba, Várzea Paulista, Cesário Lange, São Paulo, Linhares (ES), Umuarama (PR), Naviraí (MS) e Iguatemi (MS). Conforme a investigação, todos os presos estão envolvidos com o contrabando de cigarros e evasão de divisas. Eles fazem parte de dois grupos que comandavam o contrabando de cigarros em várias cidades do país. Foram encontrados cinco depósitos com mercadorias que eram repassadas para a venda em outros locais. Dois ficavam em Jundiaí e Várzea Paulista. A polícia vai fazer a contagem dos cigarros apreendidos nesta quarta-feira (18) e acredita que são mais de quatro milhões de maços. Mais de 30 veículos foram apreendidos em uma loja de compra e venda de carros e caminhões no centro de Sorocaba. Segundo a polícia, a empresa era de fachada. Em Umuarama, a Polícia Federal de Guaíra cumpriu um mandado de busca e apreensão, e um motorista foi encaminhado à delegacia para prestar depoimento. Dinheiro foi apreendido durante investigação Arquivo pessoal Faturamento milionário De acordo com as investigações, as quadrilhas sonegaram mais de R$ 14 milhões em impostos durante oito meses e faturavam R$ 6 milhões por mês com a venda da mercadoria ilegal. Ainda de acordo com a PF, durante toda a investigação, que começou há um ano, resultou na prisão de outras 25 pessoas, além da apreensão de veículos e milhões de maços de cigarros contrabandeados. Os detidos foram levados à delegacia da Polícia Federal em Sorocaba para serem interrogados, depois encaminhados para presídios da região. Alguns suspeitos presos já responderam pelo mesmo crime e foram investigados na Operação Mandrion, deflagrada em 2007. Cigarros foram apreendidos pela Polícia Federal em Sorocaba Arquivo pessoal Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

Leia +

Município de MS vive surto da febre chikungunya com 80% dos casos registrados em março, afirma saúde

Imóveis fechados, conforme a coordenadora do CCZ de Dourados, são alvos por conta da proliferação da doença. Município de MS vive surto da febre chikungunya, afirma saúde TV Morena/Reprodução Mato Grosso do Sul está com 33 casos de febre chikungunya registrados este ano. Destes, 15 foram registrados em Dourados, a 214 km de Campo Grande. Segundo a secretária de saúde do estado, o município vive um surto da doença. Outros 54 casos foram notificados e estão sendo investigados. Segundo a coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) de Dourados, Rosana Alexandre, a situação realmente preocupa, já que 80% dos casos foram registrados em março deste ano. "Provavelmente foi uma área, uma localidade do tropical, um imóvel abandonado que foi informado que havia muito foco e fomos até lá, através da entrada forçada, fizemos todo o trabalho, todo o reconhecimento. A partir daquele momento, fizemos o controle da doença, mas, infelizmente algumas pessoas foram contaminadas", afirmou. Imóveis fechados, ainda conforme a coordenadora, são alvos por conta da proliferação da doença. "Pela lei municipal n° 3.965, temos o direito a entrada com a ajuda de um chaveiro. E, caso a gente encontre, verificamos o foco, eliminamos e também adicionamos o larvicida", explicou Rosana. A rotina do CCZ com ações pontuais mecânicas, químicas, trabalho educativo e informação à população, que também precisa ficar em alerta. "Provavelmente onde há mato, onde há lixo, onde há entulho, ali pode conter água parada e começa a manifestação, a proliferação do vetor". O telefone do CCZ do município para denúncias é 67 3411 - 7753.

Leia +

Policial de MS é flagrado na fronteira com R$ 94 mil escondidos em câmbio de carro

De acordo com a PF, policial militar disse que foi contratado por um amigo para levar o dinheiro do Paraguai até Dourados. Cédulas apreendidas pela Polícia Federal com policial de MS PF/Divulgação Um policial militar de Mato Grosso do Sul foi flagrado em Ponta Porã, a 326 quilômetros de Campo Grande, com dinheiro escondido no câmbio do carro dirigido por ele, que prestou depoimento na Polícia Federal (PF) e foi liberado. A Polícia Militar de Mato Grosso do Sul disse que "oficialmente não foi comunicada". A corporação informou ainda que "levantamentos estão sendo realizados a respeito dos fatos e ao receber a documentação referente ao assunto, será aberto procedimento administrativo para apurar a responsabilidade do policial militar". Conforme a Polícia Federal (PF), as cédulas, que somaram R$ 94.067, estavam em um compartimento oculto do câmbio. O flagrante foi na BR-463, rodovia que fica na região de fronteira com o Paraguai. O delegado da PF de Ponta Porã, Glauber Fonseca de Carvalho Araújo, explicou que o policial foi liberado porque não houve flagrante de crime. "A princípio só por estar com muito dinheiro no bolso não é crime. Não conseguiu configurar nenhum crime porque foi comprovado de que ele estava entrando no país com o dinheiro", afirmou Araújo. Segundo a PF, o militar disse que foi contratado por um amigo para levar o dinheiro de Pedro Juan Caballero até Dourados. O dinheiro foi apreendido porque não foi comprovada origem lícita. Dinheiro apreendido com policial militar em MS PF/Divulgação

Leia +

PF prende 34 pessoas em operação de contrabando de cigarros em 4 estados

Justiça expediu 37 mandados contra quadrilhas que sonegavam mais de R$ 14 milhões em impostos. Entre presos em SP, MS, PR e ES estão um policial rodoviário e os chefes das organizações criminosas.  PF faz operação para combate ao contrabando de cigarros Trinta e quarto pessoas foram presas em uma operação da Polícia Federal contra o contrabando de cigarros nos estados de São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul e Espírito Santo. Duas quadrilhas, sediadas em Sorocaba (SP), são apontadas por distribuir os produtos ilegais trazidos do Paraguai. Entre presos estão um policial militar rodoviário e os chefes das organizações criminosas. Foram expedidos pela Justiça 35 mandados de prisão preventiva, dois de prisão temporária, 45 mandados de busca e apreensão, 32 de bloqueios de bens. Três pessoas são consideradas foragidas. Dos 34 presos, quatro estavam com armas e mercadorias contrabandeadas. Apontado como um dos chefes das quadrilhas, Ednaldo Sebastião da Silva já foi preso diversas vezes por contrabando e atuava em Sorocaba há mais de 10 anos. O G1 tentou contato com o advogado de defesa de Ednaldo, mas ele não foi localizado. O nome responsável pela outra organização criminosa não foi divulgado. A operação, batizada de Homônimo, cumpriu mandados em Sorocaba, Jundiaí, Piracicaba, Várzea Paulista, Cesário Lange, São Paulo, Linhares (ES), Umuarama (PR), Naviraí (MS) e Iguatemi (MS). Polícia Federal investiga quadrilhas por contrabando em Sorocaba Priscila Mota/TV TEM As equipes foram mobilizadas para investigar duas casas em dois condomínios de alto padrão localizadas na zona industrial de Sorocaba, locais onde moravam os chefes das quadrilhas. Ednaldo estava em uma das residências e foi encaminhado à delegacia. Durante coletiva de imprensa, o delegado da Polícia Federal Eduardo Fontes divulgou que foram apreendidos R$ 200 mil, duas armas de fogo e 3 milhões de maços de cigarro. Foram encontrados também cinco depósitos com mercadorias que eram repassadas para a venda em outros locais. Em Umuarama, a Polícia Federal de Guaíra cumpriu um mandado de busca e apreensão e um motorista foi encaminhado à delegacia para prestar depoimento. PF cumpre mandados em condomínio de alto padrão de Sorocaba Jomar Bellini/TV TEM Faturamento milionário De acordo com as investigações, que começaram em agosto de 2017, as quadrilhas sonegavam mais de R$ 14 milhões em impostos em 8 meses e faturavam R$ 6 milhões por mês com a venda da mercadoria ilegal. Ainda de acordo com a Polícia Federal, durante toda a investigação, foram elaborados 17 autos de prisão em flagrante com o apoio da Polícia Rodoviária Estadual, com a prisão de 25 pessoas, apreensão de 25 veículos entre caminhões, vans e automóveis e apreensão de 4.276 caixas de cigarro - um total aproximado de 4.276.000 maços. A Operação tem o nome de "Homônimo", pois os chefes das duas organizações criminosas investigadas são conhecidos como "Roberto", embora sejam duas pessoas diferentes. O policial militar rodoviário que foi preso preventivamente foi encaminhado ao presídio Romão Gomes na capital. Os outros detidos, entre eles Ednaldo, foram levados à delegacia da Polícia Federal de Sorocaba. Cigarros foram apreendidos pela Polícia Federal em Sorocaba Arquivo pessoal Operação Homônimo é comandada pela Polícia Federal de Sorocaba Carlos Dias/G1 Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

Leia +

Pai é preso por suspeita de estuprar filho de 3 anos em Corumbá, MS

Polícia já registrou oito casos de estupro de vulnerável no município de MS que faz fronteira com a Bolívia. Pai do menino de 3 anos preso por suspeita de estuprar próprio filho Polícia Civil/Divulgação Um pai de 39 anos foi preso nesta segunda-feira (16) por suspeita de estuprar o filho de 3 anos em Corumbá, município de Mato Grosso do Sul na fronteira com a Bolívia. Também foi preso um homem de 53 anos por suspeita de estuprar uma adolescente de 15 anos. O delegado Rodrigo Blonkowski, da Delegacia de Atendimento à Infância, Juventude e Idoso (Daiji), afirmou ao G1 que os dois suspeitos negaram as acusações. Segundo a polícia, essas duas prisões preventivas somam oito casos de estupro envolvendo criança e adolescente na cidade, desde o início do ano. A criança contou com detalhes sobre os fatos ocorridos no início do mês. O menino disse à polícia que o suspeito teria pedido para praticar sexo oral com ele, além de ter introduzido o dedo no ânus do menino. Homem teria estuprado adolescente que se recusou a fazer sexo por R$ 50 Polícia Civil/Divulgação A outra prisão foi de um homem que teria violentado sexualmente uma adolescente de 15 anos, no bairro Cravo I, depois dela se recusar a fazer sexo com ele por R$ 50. Conforme o boletim de ocorrência, registrado no início do mês, ele teria colocado ela de bruços na cama e imobilizando as mãos. Quando a vítima gritou e tentou escapar, o suspeito ainda teria quebrado uma garrafa para obrigá-la a fazer sexo oral com ele. O vidro provocou cortes profundos nos braços e pernas da adolescente, conforme laudo de lesões corporais. Os dois suspeitos foram encaminhados à 1ª Delegacia de Polícia e aguardam para serem levados para o presídio.

Leia +

Frente fria vinda do sudeste do país traz chuva e queda de até 9°C na temperatura, diz meteorologista

Na capital sul-mato-grossense, a média permanece em 20°C. Em Ponta Porã, mínima deve ser de 17,4 graus e tempo fica nublado em MS em diversas regiões. Previsão aponta tempo nublado até a próxima quinta-feira em MS TV Morena/Reprodução A segunda amanheceu com chuva, áreas de instabilidade em diversas regiões do estado e temperatura amena em Campo Grande, já antecipando o friozinho que permanecerá até a próxima quinta-feira, segundo disse ao G1 o meteorologista Natálio Abraão. É a presença de uma frente fria no litoral do país, vinda da região sudeste e que pode derrubar a temperatura em até 9°C. "Atrás dela [frente fria], ainda temos uma massa de ar fria que deve atingir o sul do estado nesta noite. Amanhã, a temperatura fica em torno de 15°C a 17°C, acompanhada de nevoeiro e temperaturas mais sensíveis", afirmou o meteorologista. Na região norte e nordeste do estado, permanece nublado. Houve o registro de 17 milímetros em Sonora, onde o tempo permanece nublado. Coxim registro de 25,4 mm, tendo as estradas entre o município, Alcinópolis e Pedro Gomes com nevoeiro. Já em Cassilândia, o registro foi de 21,8 mm de precipitação. Em Ponta Porã, a 326 km de Campo Grande, a mínima deve ser de 17,4 graus. Pedro Gomes, conforme Abraão, foi um dos municípios mais afetados com quatro horas ininterruptas de chuva. "Quando nós temos pancadas em determinado volume, primeiro existe o registro da enxurrada e depois enchente. Neste município, o registro é de 64 mm neste tempo, porém, em meia hora, ocorreu chuva de 28 mm. Em curto tempo, foi um grande volume e, por isso, a enchente", explicou. Na capital sul-mato-grossense, a média permanece em 20°C. Em Jardim e Guia Lopes da Laguna, tempo permanece nublado com chuvisco. Costa Rica também segue com previsão de chuvas, tendo já o acumulado de 40,2 mm. Todas as condições informadas devem permanecer até quinta-feira, já que a instabilidade está espalhada na região centro-norte, nordeste e leste, tendo ainda a presença da zona de convergência de umidade vinda da Amazônia.

Leia +

Inscrições abertas para concurso da prefeitura de Nova Andradina, MS, com salário de até R$ 13.086,20

Processo seletivo oferece 201 vagas para ensino fundamental incompleto, ensino médio e ensino superior. As provas serão aplicadas no próximo dia 17 de junho. Prefeitura de Nova Andradina (MS). Natalho Cuer/PMNA/Arquivo As inscrições para o concurso público de prova e títulos da prefeitura de Nova Andradina (MS) estão abertas e devem ser realizadas pelo site da organizadora Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (Fapec) até o dia 4 de junho. Ao todo são oferecidas 201 vagas que vai desde o ensino fundamental incompleto, ensino médio a ensino superior com salários que variam de R$ 1.100,57 a R$ 13.086,20. O valor da inscrição é de R$ 120 para nível superior; R$ 100 nível médio e R$ 80 para as vagas de ensino fundamental completo e incompleto. No site da organizadora, é possível ver o edital. Acesse aqui. A previsão de realização das provas é no dia 17 de junho em Nova Andradina, município a 268 quilômetros de distância da capital de Mato Grosso do Sul. No período da manhã para cargos de nível superior e nível fundamental completo, e no período da tarde para cargos de nível médio completo e nível fundamental incompleto. Para nível superior superior são oferecidas as vagas de: administrador (1), arquiteto (1), assistente social (4), biólogo (1), biomédico (CR), contador (2), turismólogo (CR), educador social (5), enfermeiro (CR), enfermeiro auditor (CR), fiscal de obras (1), engenheiro agrônomo (1), engenheiro civil (1), engenheiro de segurança no trabalho (1), farmacêutico (1), fisioterapeuta (CR), fonoaudiólogo (1), médico veterinário (CR), médico auditor (CR), médico especialista em endocrinologia (CR), médico especialista em urologia (CR), médico especialista em angiologia (1), médico especialista em cardiologia (1), médico especialista em dermatologia (CR), médico especialista em gastroenterologia (1), médico especialista em geriatria (CR), médico especialista em ginecologia obstetrícia (1), médico especialista em homeopatia (CR), médico especialista em nefrologia (CR), médico especialista em neurologia (CR), médico especialista em neuropediatria (CR), médico especialista em oftamologia (1), médico especialista em ortopedia (1), médico especialista em otorrinolaringologia (1), médico especialista em pediatria (1), médico especialista em pneumologia (CR), médico especialista em psiquiatria (1), médico especialista em radiologia (CR), médico especialista em infectologia (1), médico ESF – clínico geral (3); médico clínico geral (3), nutricionista (1), odontólogo/auditor (CR); odontólogo especialista em prótese (CR), odontólogo especialista em edodontia (CR); odontólogo especialista em pacientes especiais (CR); odontólogo especialista em periodontia (CR), odontólogo buco maxilo facial (CR); odontólogo ESF (CR); educador social pedagogo – educação infantil de 0 a 3 anos (CR); professor de 1º ao 9º ano – artes (3); professor de 1º ao 9º ano – educação física (CR); professor de 1º ao 9º ano – inglês (CR), professor de 6º ao 9º ano – ciências (CR); professor de 6º ao 9º ano – geografia (CR), professor de 6º ao 9º ano – história (CR); professor de 6º ao 9º ano – língua portuguesa (2); professor de 6º ao 9º ano – matemática (2), procurador municipal (CR), psicólogo (4), terapeuta ocupacional (CR) e zootecnista (1). Já para as vagas de nível médio completo as oportunidades são: agente comunitário de saúde (3), agente de controle de endemias (3), agente de inspeção e vigilância sanitária (CR), almoxarife (1), assistente de educação infantil - feminino (5), auxiliar de consultório dentário (CR); auxiliar de laboratório (CR), fiscal de posturas municipais (CR), fiscal de trânsito (CR), fiscal de tributos municipais (CR), técnico agropecuário (3), técnico de análises clínicas (CR), técnico de cultura (CR), técnico de dança e teatro (CR), técnico de enfermagem (7), técnico de esportes (CR), técnico de farmácia (CR), técnico de prótese dentária (CR), técnico de segurança no trabalho (CR), técnico de serviços de saúde (CR), técnico de serviços organizacionais (11), técnico de tecnologia da informação (2) e técnico em construção civil – edificações (1). Para os cargos de nível fundamental completo as vagas são seguintes: assistente de ações sociais (2), agente de conservação de limpeza (5), agente de merenda (4), agente de serviços de saúde (2), agente de serviços de saúde – auxiliar veterinário (CR), assistente de ações sociais – merenda (2), motorista de ambulância (CR), motorista de ônibus (2), motorista de veículos leves (9), motorista de veículo pesado (9), operador de equipamento pesado – motoniveladora (4), operador de equipamento pesado – pá carregadeira (3), operador de equipamento pesado – retroescavadeira (1), operador de equipamento pesado – trator de esteiras (CR), operador de equipamento pesado – trator de pneu (3), pedreiro (2), recepcionista (7) e telefonista (2). As vagas para os cargos de nível fundamental incompleto são: auxiliar de serviços básicos – trabalhador braçal (1), auxiliar de serviços básicos – masculino (40), auxiliar de serviços básicos – feminino (15), encanador (1), eletricista pedrial (2), gari masculino (CR), jardineiro (1), lavador (1), lubrificador (1), mecânico (1) e vigia (CR). Algumas vagas são destinadas para o Distrito de Casa Verde, próximo à BR-267.

Leia +

Número de confirmações dos casos de influenza dobra após 1ª morte do ano em MS

Campanha nacional de vacinação contra vírus da influenza começa no próximo dia 23 de abril para o público alvo. Campanha de vacinação contra a gripe começa no dia 23 de abril Leonardo Rattes/Ascom Saude GovBa O número de confirmações de influenza em Mato Grosso do Sul dobrou desde o registro da primeira morte, divulgado pelo boletim epidemiológico da Secretaria do Estado de Saúde (SES) no dia 22 de março. Agora são seis confirmações, sendo cinco em Campo Grande, de acordo com a SES. A morte ocorreu na capital sul-mato-grossense, onde foi registada a maioria dos casos. A mulher de 58 anos não se imunizada desde 2010, segundo a Secretaria Municipal de Saúde. Ela morreu em 17 de março com H3N2, seis dias depois de apresentar os primeiros sintomas. Além dela, já havia a confirmação de H3N2 na cidade e uma situação de gripe A em Jardim, município na região sul do estado. Agora há confirmação de dois casos de influenza B e outro de H1N1 em Campo Gande, conforme o último boletim divulgado na sexta-feira (13). A gripe é uma doença respiratória causada pelo vírus influenza que provoca febre, tosse, dor de garganta, dores no corpo e mal estar. O maior gravidade da infecção pelo vírus influenza são as complicações como pneumonias, dificuldades respiratórias que podem levar à internação e até mesmo ao óbito. Campanha A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, em Mato Grosso do Sul, tem como público alvo imunizar 737.395 mil pessoas a partir do dia 23 de abril. A meta é vacinar pelo menos 90% do público alvo, o que representa 663.656 mil pessoas. Segundo a SES, a campanha vai até o dia 1° de junho e no dia 12 de maio será realizado o dia de mobilização nacional, o Dia D. Para os demais grupos, a campanha estará disponível apenas no dia 21 de maio. Fazem parte do público alvo: crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas, professores, profissionais da saúde, povos indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população carcerária e funcionários do sistema prisional, pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independente da idade.

Leia +

Domingo tem pancadas de chuva em 8 municípios de MS e previsão de queda de temperatura na segunda

Apesar de pancadas de chuva em várias regiões, a umidade relativa do ar pode atingir 35% hoje (15), segundo o Inmet. Tempo nublado neste domingo (15) de temperatura amena em Campo Grande (MS) Juliene Katayama/G1 MS O clima está mais ameno neste domingo (15) vários municípios de Mato Grosso do Sul, segundo o meteorologista da Uniderp/USP Natálio Abrão. Em Costa Rica, na região nordeste do estado, pela manhã foi registrada temperatura mínima de 17,8°C. Também foram registradas pancadas de chuva em oito cidades. A temperatura deve continuar em queda na segunda-feira (16). Em Ponta Porã, no sul do estado, a previsão é de temperatura mínima de 16°C e máxima de 29°C e chuva em áreas isoladas durante todo o dia. A umidade relativa do ar pode atingir 45%, segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Em Campo Grande, a semana deve iniciar com termômetros marcando 16,5°C. Há previsão de pancadas de chuva e trovoadas isoladas na segunda-feira, de acordo com o Inmet. No mês de abril, o acumulado até este domingo é de 75 milímetros e o esperado é de 110 mm. Foram registradas pancadas de chuva em Aquidauana (5,4 mm); Cassilândia (0,8 mm); Costa Rica (0,04 mm); Jardim (1,4 mm); Paranaíba (18,4 mm); Ribas do Rio Pardo (8,2 mm); São Gabriel do Oeste (9,2 mm) e Selvíria (3,8 mm). Mesmo com a chuva em várias regiões do estado, o índice da umidade relativa do ar pode atingir 35% hoje.

Leia +

Rodovia de MS onde caminhão canavieiro tombou e motorista morreu é liberado no fim do dia

MS-157 ficou interditada e acidente danificou um carro oficial da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), mas funcionários saíram ilesos. Caminhão carregado com cana tombou na MS-157, sobre ponte do Rio São Domingos, em Itaporã PMR/Divulgação A MS-157, onde um caminhão canavieiro tombou e causou acidente com um carro oficial da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems), foi liberada no fim da tarde desta sexta-feira (13), após quase 10 horas de interdição. O motorista do caminhão de 28 anos morreu ao ser arremessado para fora do veículo. Segundo a Uems, no veículo estavam o reitor da instituição, Fábio Edir dos Santos Costa, e o motorista, Luiz Ramão de Oliveira. Eles saíram ilesos. Conforme o registro policial, o motorista do caminhão com dois reboques carregados de cana de açúcar picada perdeu o controle e tombou perto da ponte do Rio São Domingos, por volta das 7h30 (de MS). Ele seguia para Itaporã pela MS-157. No momento do tombamento do veículo e os reboques, se deslocava em sentido contrário o veículo oficial da UEMS. O motorista tentou fazer uma manobra de marcha ré para evitar a colisão, mas ao perceber que não daria tempo, abandou o carro que bateu a frente e a lateral contra um dos eixos do reboque tombado. O condutor do trator morreu no local após ser arremessado para fora do veículo por causa do impacto, de acordo com a polícia. Ele caiu sobre o barranco da ponte do Rio São Domingos. O caso foi registrado como acidente de trânsito com vítima fatal provocado pela própria vítima na Delegacia de Polícia de Itaporã.

Leia +

Prova objetiva do concurso do Corpo de Bombeiros em MS é marcada para 2 de setembro

Salários depois da conclusão do curso de formação são de R$ 3.352,53 (soldado) e R$ 7.089,13 (oficial). Ao todo, são oferecidas 176 vagas. Bombeiros em Mato Grosso do Sul Edemir Rodrigues/Subcom-MS As provas objetivas do concurso para oficiais e soldados do Corpo de Bombeiros devem ser realizadas no dia 2 de setembro, conforme o cronograma publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (13). O resultado será divulgado em 1º de outubro. As inscrições para os dois cargos começaram hoje e devem ser encerradas no dia 8 de junho e devem ser feitas pelo site da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems). As taxas são de R$ 127,60 (soldado) e R$ 204,16 (oficial). O exame de aptidão mental será realizado em 21 de outubro e o resultado será divulgado após 20 dias. Os candidatos classificados ainda terão de fazer o exame de saúde, em duas etapas, e a prova física. A homologação do concurso está prevista para 21 de dezembro. Ao todo são oferecidas 176 vagas, sendo 153 vagas para soldado - 137 homens e 16 mulheres - e 23 vagas para oficiais – 18 homens e cinco mulheres. Há reserva de vagas para negros e indígenas. Os alunos-soldados receberão R$ 1.698,90 durante o período de formação, um pouco a menos do valor divulgado no primeiro edital. Os alunos-oficiais receberão R$ 3.641,92 durante o período do 1° ano do curso de formação e R$ 4.006,11 durante o 2° ano do curso. Depois da conclusão do curso de formação, os salários serão de R$ 3.352,53 (soldado) e R$ 7.089,13 (oficial). O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da homologação, podendo ser prorrogado por igual período. Segundo a publicação, a administração estadual poderá realizar alterações, atualizações ou acréscimos. VEJA MAIS NOTÍCIAS DE CONCURSOS E EMPREGO EM MS

Leia +

Prova objetiva do concurso da Polícia Militar em MS está prevista para 12 de agosto

Inscrições para oficiais e soldados da PM começaram nesta sexta-feira (13) e vão até 8 de junho. Ao todo, são oferecidas 438 vagas. Policiais militares em Mato Grosso do Sul Edemir Rodrigues/Subcom-MS O cronograma do concurso para oficiais e soldados da Polícia Militar foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (13). As provas escritas para os dois cargos estão previstas para serem realizadas no dia 12 de agosto. O resultado sai dia 10 de setembro. As inscrições para os dois cargos começam hoje e devem ser encerradas no dia 8 de junho e devem ser feitas pelo site da Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura de Mato Grosso do Sul (Fapems). As taxas são de R$ 127,60 (soldado) e R$ 204,16 (oficial). O exame de aptidão mental será realizado em 21 de outubro e o resultado será divulgado após 20 dias. Os candidatos classificados ainda terão de fazer o exame de saúde, em duas etapas, e a prova física. A homologação do concurso está prevista para 21 de dezembro. Ao todo são oferecidas 438 vagas, sendo 388 vagas para soldado - 341 homens e 47 mulheres - e 50 vagas para oficiais – 40 homens e dez mulheres. Os alunos-soldados receberão R$ 1.698,90 durante o período de formação. Os alunos-oficiais receberão R$ 3.641,92 durante o período do 1° ano do curso de formação e R$ 4.006,11 durante o 2° ano do curso. Depois da conclusão do curso de formação, os salários serão de R$ 3.352,53 (soldado) e R$ 7.089,13 (oficial). O prazo de validade do concurso será de dois anos, contados a partir da homologação, podendo ser prorrogado por igual período. Segundo a publicação, a administração estadual poderá realizar alterações, atualizações ou acréscimos. VEJA MAIS NOTÍCIAS DE CONCURSOS E EMPREGO EM MS

Leia +

Mortos em troca de tiros com a PM são da mesma família em MS, aponta investigação

O grupo foi encontrado em um matagal com a intenção de jogar drogas e armas para dentro do Presídio de Segurança Média. Entorpecente apreendido com os quatro suspeitos mortos em troca de tiros com PM perto de presídio em Três Lagoas (MS) PM/Divulgação A Polícia Civil identificou os quatro homens mortos em troca de tiros com a Polícia Militar (PM), nessa quinta-feira, em Três Lagoas, a 313 km de Campo Grande. São dois adolescentes de 16 e 17 anos, sendo que um deles é primo dos outros envolvidos. Estes dois últimos são irmãos e não tiveram a identidade revelada. "A investigação aponta que é uma família que estava envolvida no crime. O inquérito será tocado pela 2ª delegacia do município, nos próximos 30 dias. Estamos aguardando todos os exames periciais e mais pessoas serão ouvidas", afirmou ao G1 o delegado Ailton Freiras, titular do Serviço de Investigações Gerais (SIG) no município. Entenda o caso Os indivíduos foram mortos em troca de tiros. O grupo foi encontrado em um matagal com a intenção de jogar drogas e armas para dentro do Presídio de Segurança Média. Segundo a PM, houve denúncia anônima e as equipes foram até o matagal próximo da unidade prisional. Durante a varredura no local, por lados distintos, os policiais se depararam com quatro indivíduos armados com revólveres e fizeram disparos contra os militares, que atingiram dois suspeitos. Com eles os policiais encontraram cinco tabletes de maconha, pesando 4,7 quilos, além dos quatro revólveres que usaram na troca de tiros. Os outros dois seguiram para outra saída da mata, mas acabaram trocando tiros com os policiais militares e também foram atingidos. A assessoria da PM informou que foi prestado socorro aos quatro indivíduos e levados até o Hospital Auxiliadora, mas não resistiram aos ferimentos e morreram.

Leia +
Últimos posts

Prefeito inaugura oficina de Ballet para crianças no Parque Ayrton Senna

Governador Azambuja homenageia 520 servidores aposentados

Águas Guariroba comemora Dia da Água com plantio de mudas e ações educativas

Marquinhos Trad traz Bailarina de programas de TV ministra oficinas de beleza e dança em escolas da Reme

Governador Azambuja aumenta os Repasses do Estado aos municípios em 30% na Assistência Social

Paulo Corrêa fala sobre gravidade do reaproveitamento de peças de aeronaves e destaca trabalho da DECO

Procon e Tribunal de Justiça se unem para tornar mais ágil solução de conflitos de consumidores

Azambuja lança a Ouvidoria Geral do Estado

Marquinhos inaugura Centro de Castração de animais para 600 cirurgias por mês

Semana da Água terá leilão beneficente , oficina de plantio de mudas e corrida

Governador Azambuja assina convênio para a festa da Linguiça em Maracaju

Governador Azambuja lança a TECNOFAM em Campo Grande

OAB/MS celebrará Dia Internacional do Consumidor com palestras

Marquinhos Trad traz internet grátis para Campo Grande

CNJ inocenta os Desembargadores Ruy Celso e José Ale

Governador Azambuja saúda à todas as Mulheres no seu dia Especial.

Governador Azambuja participa da formatura de 215 cabos da PM

Dep.. Paulo Correa propõe a criação do Sistema Estadual do Turismo

Com 41% dos votos, sobá é eleito como prato típico de Campo Grande

Governo quer Pantanal preservado e com pecuária sustentável, afirma Reinaldo Azambuja

Azambuja e Marquinhos Trad lançam 1.138 casas para Campo Grande

TCE-MS dá posse a novos auditores

TRE disponibiliza cadastramento biométrico na Seccional atendendo solicitação da OAB/MS

Governador Azambuja e Augusto César lançam a JUCEMS Digital

Governador Azambuja destaca produção sustentável para desenvolvimento do agronegócio

Em visita, secretário de MT conhece o modelo de gestão da Cassems

MS investe R$ 1 bi e zera falta de água em todo Estado

Azambuja tem encontro técnico comercial com a Bolívia em Campo Grande

Prefeito Marquinhos Trad lança o Carnaval 2018 na Capital

Nota de Esclarecimento Cassems

*NOTA DE ESCLARECIMENTO DO PREFEITO MARQUINHOS TRAD SOBRE A TAXA DE COLETA DE LIXO*

"Confortável cegueira" (*) Mansour Karmouche

Governador Azambuja sanciona Lei que torna Perpétuo Socorro padroeira de MS

Azambuja da posse ao novo Secretário de Segurança do MS

Manoel de Barros é homenageado com Estátua em Campo Grande

Paulo Coelho Machado é homenageado em Campo Grande

Azambuja da posse ao novo Secretário de Saúde Carlos Coimbra.

Programa oferece desconto de 100% nos juros de dívidas ajuizadas

Em Brasília, Reinaldo Azambuja assina tratado da ferrovia e discute gás natural

Azambuja anuncia liberação de R$ 1,5 bilhão em 30 dias para servidores

Associação Junior Achievement ganha Título de Utilidade Pública

Governo realiza campanha 16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra Mulheres

Agenfa da Capital terá plantão até dia 15 para atender contribuintes interessados nos descontos

Com governador, Coronel David entrega obras e investimentos para Amambai e Caarapó

OAB/MS traz Capitão da Gendarmaria Nacional Francesa para discutir segurança pública

Liga do Bem arrasa com seu Show de Massas.

Talentos Produções traz Pe. Fábio de Melo à Campo Grande

Azambuja entrega 23 resfriadores e anuncia o novo Presidente da Agraer

Trio Parada Dura faz "Show do Ano" em Campo Grande.

Fátima Azambuja lança 3ª Campanha de doação de brinquedos para o Natal

Show de Massas da

Bartolomeu e Santo Show apresenta:

Azambuja recebe Showtec 2018 em Maracaju, com o tema “Carbono Zero”

Azambuja investe em Projetos esportivos incentivos no valor de R$ 189 mil do Governo do Estado

Azambuja, Marquinhos e Dagoberto assinam convenio de 500 mil na Capital

Azambuja e Sérgio Longen assinam lei que beneficiará milhares de empresas no MS.

Comando Militar do Oeste comemora seus 32 anos

Vereador João Rocha viabiliza pista de Atletismo no Parque Ayrton Senna

Azambuja inaugura nova sala de Tomografia no Hospital do Câncer

Evento na OAB/MS vai debater Reforma Tributária

Cegonha traz Pastor Cláudio Duarte para Campo Grande

Fernanda Sansão!! Um exemplo de Mulher que deveria ser seguido por todos nós.

Em São Paulo, Reinaldo Azambuja lança campanha de turismo para promover MS no Brasil

Petrobras arremata bloco de MS para explorar gás e petróleo e abre espaço para novas perspectivas

Reinaldo Azambuja cobra R$ 296 milhões da União para ampliar saneamento básico em MS

Por aclamação, “Chapa Transparência, Lealdade e Trabalho” é eleita na Acrissul

Campo Grande será palco da elite do Esporte Radical em Novembro

Lei do Prof. João Rocha é sancionada em benefício aos idosos

Detran encerra Semana Nacional de Trânsito com resultados positivos

Presidente Kelle oferece Jantar em homenagem ao dia do Farmacêutico

Pedro Chaves conclui em 15 dias projeto que cria Fundo do Pantanal

Reinaldo Azambuja investe mais de meio bilhão de reais na Costa Leste

Ministro Blairo Maggi e Governador Azambuja, aderem ao Agro+, do Ministério da Agricultura

Turismo de MS participa de uma das maiores feiras de pesca esportiva da América Latina

Reinaldo Azambuja libera R$ 43 milhões de investimentos em comemoração aos 239 anos de Corumbá

Mapa e Governo de MS lançam nesta quinta-feira programa que reduz burocracia e fortalece o agronegócio

Governo do Estado espera arrecadar R$ 100 milhões com Refis

Policia Militar completa 182 anos com entrega de Comendas e Medalhas

Professor Rinaldo destaca alcance do Programa Maria da Penha Vai à Escola em MS

Mandetta cobra gestão mais humana na saúde

Pedro Chaves fará audiências públicas para regulamentar carona paga em todo o país

Projeto de João Rocha que institui Programa Cuidador de Idosos é aprovado

Marquinhos Trad revitaliza a UBS da 26 de Agosto.

Deputado Mandetta lidera duas conquistas para agentes comunitários de saúde

Deputado Coronel David leva projeto 'Lojinha do Bem' às comunidades da Capital e do interior de MS

Churrasco da OAB reúne mais de 1,2 mil advogados

Churrasco festivo neste sábado na OAB

OAB - Realiza 1* Simpósio de Direito do Consumidor.

Governador Azambuja e Prefeito Marquinhos, recebem o Ministro da Educação

General José Luiz Dias FREITAS assume o Comando do CMO

Agro-Pecuária CFM iniciará a venda da nova safra de touros Nelore CEIP

Azambuja entrega 15 novos ônibus escolares para os Municípios

Juiz que prendeu filho de desembargadora reassume caso e mantém internação

Parabéns Prefeito Jefferson, foi o maior sucesso a 24 Festa do

Governador Azambuja e o Prefeito Jefferson, participam da grande festa do "Porco no Rolete".

Diretores do SEBRAE/MS são investigados por contratatação de suas próprias empresas

Campo Grande recebe o megaleilão montana 2017

Mandetta e ILza garantem recursos para a educação de Campo Grande

Vereadores querem incentivar cultivo de hortas comunitárias em terrenos baldios

Aquidauana será palco da Megaloja de Touros CFM, em agosto

Espaço Energisa está de parabéns pela Exposição de Ton Barbosa

Águas Guariroba promove o 8° Prêmio de Jornalismo Ambiental

Projeto 'Legal Patas' prevê desconto no IPTU às empresas que adotarem cães e gatos

Comandante do Exército Gal Villas Bôas, da posse ao novo Comandante do CMO

OAB MS promove a XIV Conferência Estadual da Advocacia do MS

Marquinhos Trad lança o Arraia de Santo Antônio

ADRENNERJ - Apresentará o projeto do Complexo Portuário Itaporto Offshore

Governador Azambuja investe 76 milhões na segurança do MS.

Azambuja faz parceria que permitirá tratar presos com tuberculose

Prefeito Marquinhos Trad presta contas a população

Azambuja entrega 21 novas viaturas ao Corpo de Bombeiros do MS.

Reinaldo Azambuja se defende das falsas acusações da JBS

Governador Azambuja entrega Acelerador Linear ao Hospital do Câncer

Azambuja e Marcelo Miranda, lançam o Voley de Praia Open na Capital

Azambuja e o Ministro Osmar Terra, lançam o Projeto Criança Feliz

Azambuja diz que meta é vacinar 20 milhões de cabeça de gado contra a Aftosa

Azambuja e Marquinhos Trad realizam o sonho de milhares de pessoas com casa nova.

Azambuja lança a Semana do Trabalhador na Funtrab

Azambuja comemora dia de Tiradentes com mais de 200 promoções de soldados

Coronel David garante investimentos ao hospital de Guia Lopes da Laguna para realização de cirurgias eletivas

Azambuja lança junto com a FAMASUL, o PRECOCE MS

General Carlos Henrique Teche assume o comando da 9 ª Região Militar

Governador Azambuja entrega 8 novas viaturas à PMA

Marquinhos Trad, Janine e João Resende entregam 30 novos ônibus

Prefeito Marquinhos apresenta o balanço dos 100 primeiros dias de seu governo

Azambuja e a Primeira Dama lançam a Campanha do Agasalho

Exército divulga balanço do recapeamento em Campo Grande

Prefeito Marquinhos Trad e Sicredi lançam projeto esportivo na Capital

Círculo Militar promoverá uma confraternização aquática,

É FRIBOI? Cuidado não coma - Fraudes e maracutaias manchando o nosso Brasil

3 novos Desembargadores tomam posse no Tribunal de Justiça

Governador Azambuja investe 14 milhões de reais em Assistência Social

Marquinhos Trad formaliza parcerias para acabar com a violência contra as Mulheres

Azambuja da posse ao novo Controlador Geral do Estado

Governador Azambuja envia novo projeto de gastos à Assembléia

Marquinhos Trad implanta motocimetro em Campo Grande

Prefeito Marquinhos Trad entrega 4 novas ambulâncias ao SAMU

PMA autua 51 pessoas e apreende 937 quilos de pescado.

Azambuja reforça a Segurança com 435 novos agentes

Leilão do Bem para ajudar o Hospital do Câncer de Campo Grande

Prefeitura de CG, ACICG, e Rede Comper contra o Aedes

Ministro Ricardo Bastos, traz recursos para a Santa Casa

Marquinhos Trad garante atendimento ininterrupto ao Hospital do Câncer

Águas Guariroba lança campanha de combate à Dengue

Pedro Chaves destina patrulha agrícola para assentados de Ponta Porã

Mato Grosso do Sul é o primeiro estado a dar sinais de recuperação da economia

Águas Guariroba negociou débitos de 7 mil usuários durante campanha Fique em Dia

Marquinhos Trad recebe Azambuja, e firmam parcerias.

Reveillon no Rádio Clube

Governador Azambuja investe mais 15 Milhões na Segurança do MS

Azambuja é presenteado com a estátua de Manoel de Barros

Azambuja participa da eleição do TCE e parabeniza Waldir Neves pela eficiência

Azambuja homenageia a Agraer pelos seus 37 anos

Novas regras do Minha Casa Minha Vida atendem pequenos construtores

Para Mandetta decisão sobre horário de verão deve ser de cada estado

Mandetta pede a Mendonça Filho que acabe com crescimento desenfreado de cursos de Medicina

Mandetta preside Audiência Pública sobre Doenças Musculoesqueléticas

Agenda de Marquinhos Trad e Mandetta em Brasília garantiu recursos para Campo grande

Mandetta confirma que a portaria do Programa Minha Casa Minha Vida será publicada nos próximos dias

Mandetta consegue reverter regras do programa Minha Casa Minha Vida

Medicina vive importante momento político

Mandetta critica a lei dos planos de saúde que não cita os médicos

Azambuja e João Maria Los inauguram o CIJUS em Campo Grande

Azambuja participa da posse do novo Diretor do TRT em Campo Grande

Governador Reinaldo Azambuja aconselha prefeitos a controlar gastos

Reinaldo diz que aumento de empregos reflete clima de confiança estimulado pelo equilíbrio fiscal em MS

Muito obrigado Governador Azambuja

Reinaldo Azambuja inaugura o novo Fórum Trabalhista na capital

Sistema do TCE-MS revoluciona recebimento de prestação de contas públicas

Reinaldo lança nova Rota de Desenvolvimento

Prêmio de Jornalismo Ambiental destaca reportagens sobre saneamento básico

Reinaldo Azambuja inaugura duas alas do Hospital de Câncer

Sérgio Longen lança a pedra fundamental do Sesi SST

General Menandro toma posse no CMO

Mandetta defende reajuste diferenciado para a saúde na PEC 241

Mandetta alerta sobre a necessidade de mobilização política em prol da Medicina

Subcomissão pretende apresentar medidas para facilitar adoção de crianças

Reforma do ensino médio chega à Câmara dos Deputados

Mandetta alerta que a criação de plano de saúde popular não pode retirar conquistas do consumidor

Defensoria Pública discute importância da participação na Política

Mais segurança na compra de bijuterias e brinquedos

Parlamentares e entidades médicas criaram a Frente Parlamentar da Medicina

Mandetta mobiliza entidades médicas para a criação da Frente Parlamentar da Medicina

Ricardo Ayache inaugura o mais moderno Hospital do Centro Oeste

Marcelo Vargas homenageia autoridades Civis e Militares em Campo Grande

Cerimonial e Assessoria são fundamentais para o sucesso do seu evento!

TJMS implanta programa Judiciário em Movimento

Semana Mais Cultura reúne mais de 200 apresentações artísticas

Reinaldo Azambuja recebe o Ministro Mauricio Lessa

Governador Azambuja repassa 40 mil reais para a festa do Sobá

Governador Reinaldo Azambuja abre Seminário da Rota Bioceânica em Campo Grande

Reinaldo Azambuja beneficia mais de 30 mil servidores com aumento salarial.

Sul-mato-grossense representará o Estado no maior torneio nacional de CrossFit

Empresária traz para Campo Grande, campanha “Meias do Bem”

Reinaldo Azambuja garante verba para o Hospital de Dourados

Festival de inverno de Bonito e o circo “Poropopó Varietê”

Arraial do Servidor Público do MS terá renda revertida às entidades assistenciais

Comandante Esli e a Primera-Dama, fazem homenagem com Medalha Dom Pedro II

Mandetta integra comissão mista da prorrogação dos Mais Médicos

Mandetta apresenta demandas da classe médica ao ministro da Educação

Azambuja juntamente com a Polícia realizam a maior incineração de drogas do MS

Comissão de Segurança Pública aprova projeto do Mandetta que beneficia Polícia Militar

Reinaldo Azambuja entrega novos equipamentos a Sanesul

Ana Carolina e Seu Jorge - em Campo Grande

Mandetta cobra soluções para os conflitos fundiários em Mato Grosso do Sul

Mandetta vota favorável à urgência do projeto sobre inibidores de apetite

Mandetta garante revogação da portaria que desagradava agentes de saúde

Mandetta apoia luta dos ACS para sustar portarias do governo petista

Azambuja e Bernal entregam 275 armas para a guarda municipal de Campo Grande

Governador Azambuja assina emendas de parlamentares.

Laguna Carapã sedia encontro da tradição gaúcha

Mandetta faz apelo ao Ministério da Saúde por surto de H1N1 em Naviraí

Governador Azambuja entrega escola Pe. José Scampini totalmente reformada

Mandetta comemora resultado do impeachment e reforça a importância de um novo Brasil

Prorrogado até maio de 2017, o CAR - Cadastro Ambiental Rural

Mandetta denuncia descaso do governo com a demarcação de terras indígenas em MS

Terenos recebe neste sábado a 2ª edição deste ano da Ação Cidadania

Mandetta integra comissões da Seguridade Social, Educação e Pessoas com Deficiência

Sindivest leva empresários para feira de serigrafia em São Paulo

Responsabilidade Social: Unigran Capital leva mutirão de serviços gratuitos ao Bairro Universitário

Longen mostra aos diretores da Fiems as obras do Novo Sesi e ISI Biomassa em Três Lagoas

Mandetta destaca aprovação do relatório final da MP 712/16 que prevê ações contra o Aedes Egypt

Primeira Temporada de Exposições 2016 do MARCO começa dia 3 de maio

Governador Reinaldo destaca importância de parceria em ação inédita do Governo do Estado na Educação

Senai vai disponibilizar cursos com valores diferenciados aos servidores estaduais

Dez anos em cinco

Mandetta destaca votação histórica do impeachment

Projeto do Mandetta que determina uso da expressão 'médico' em diplomas é sancionada

General AVELLAR assume o comando do CMO

Mandetta comemora aprovação do relatório final da Comissão do Impeachment

MARCELO VARGAS assume o comando da Polícia Civil no MS

DJAVAN “VIDAS PRA CONTAR”

Mandetta avalia "tempos estranhos" na política brasileira

Santo Show e Acrissul apresentam 78ª Expogrande

Mandetta critica burocracia na produção de vacina contra dengue.

Mandetta é indicado para Comissão Especial do Impeachment

Mandetta visita Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres para acompanhar as ações contra o zika vírus

Mandetta comemora sanção do Marco Legal da Primeira Infância

Mandetta integra comissão especial da MP 712/16 que prevê ações para o controle do Aedes Egypt

Mandetta defende PEC que amplia gastos federais com saúde

Mandetta integra comissão externa sobre o zika vírus e a microcefalia

Mandetta cobra ações concretas do governo sobre a Microcefalia

Em 2015, Mandetta garantiu mais de R$ 15 milhões para Mato Grosso do Sul

Mandetta avalia crise política e a atividade parlamentar de 2015

Mandetta critica morosidade do processo de adoção brasileiro

Mandetta se preocupa com o aumento da microcefalia

Mandetta ingressa com ADIN no STF contra vistoria veicular do Detran de Mato Grosso do Sul

Dia do Idoso: Mandetta alerta que Brasil não está preparado para o aumento do envelhecimento no país

Projeto que pune a recusa de genitores no tratamento de doenças ao feto é aprovado na CCJ

Mandetta busca diálogo da classe médica com o novo ministro da Saúde

Mandetta encara como avanço aprovação do substitutivo da demarcação de terras indígenas

Mandetta analisa o cenário político para o impeachment da presidente Dilma

Mandetta entrega prêmio Brasil Mais Inclusão para Associação Juliano Varela

Mandetta analisa o cenário político para o impeachment da presidente Dilma

Mandetta convoca Comissão Geral para debater o surto da microcefalia

Mandetta vota contra projeto do Executivo que trata da repatriação de recursos

Visitantes nos últimos 30 dias - 2.999.097 | Média Diaria: 99.970